Engenhos de Pinga

No século XVIII, Paraty chegou a ter mais de duzentos engenhos e casas de moenda. Destes, menos de dez engenhos resistiram ao tempo. Alguns deles são de propriedade de famílias que fabricam pinga há mais de 200 anos. Os segredos de fabricação continuam guardados a sete chaves, mas o modo de fazer pode ser visto por qualquer um que visitar os alambiques, que ainda hoje funcionam com roda d’agua, barril de carvalho, pipas, dornas artesanais e tachos de cobre com fogão à lenha. O resultado desta combinação que reúne a terra boa para cana e o conhecimento de séculos de tradição só pode ser degustado com uma boa Paraty feita em Paraty, terra-mãe das boas pingas artesanais do Brasil.

 

Murycana: Fazenda Bananal – Estr. da Pedra Branca, acesso pela Paraty Cunha, km 4,5. Tel (24) 3371 1153.

Maria Izabel: Sítio Santo Antônio – Corumbê – Tel (24) 9999 9908.

Paratiana e Labareda: Sítio Pedra Branca, Estrada da Pedra Branca, Km 1 – Ponte Branca – Tel (24) 3371 6329.

Coqueiro: Fazenda Cabral – Estrada Rio Santos (sentido SP), a 8 km do trevo – Tel 924) 3371 0016.

Paraty Colonial: Sítio Pedra Branca, Estrada da Pedra Branca, Km 1 – Ponte Branca – Tel (24) 9831 2036.

Engenho Corisco: Estrada do Corisquinho, a 6 km da Rio Santos – Tel (24) 3371 0894.

Engenho D’Ouro: Estrada Paraty Cunha, Km 8 – Bairro do Penha. Tel (24) 9905 8268

  Voltar à lista de passeios