Silo Cultural

Depois de funcionar durante 10 anos num grande galpão próximo ao Ciep D. Pedro I, o Instituto Silo Cultural reabre em novo local, num casarão do Centro Histórico. Mantendo a mesma proposta de promover e viabilizar arte e cultura caiçaras, divide o imóvel com outros dois projetos: o Espaço Cultural Eletronuclear e a Sala Margaret Mee. Na casa número 12 da Rua Dr. Samuel Costa há espaço para exposições, eventos, apresentações, exibição de filmes, além da sala de informações sobre a operação das usinas nucleares brasileiras.

A Sala Margaret Mee é dedicada à vida e à obra da artista e botânica inglesa, que foi apaixonada pela floresta tropical brasileira. Lá, os visitantes podem conferir algumas de suas pranchas, que ilustram com maestria espécies raras de plantas locais. Também estão em exposição objetos pessoais da artista e painéis ressaltando sua biografia. Sua obra inclui cerca de 400 pranchas de ilustrações em guache, 40 sketchbooks e quinze diários.

Mais informações: www.silocultural.org.br