Festa de S. Pedro e S. Paulo

Entre os meses de junho e julho, a comunidade de pescadores de Paraty homenageia seus padroeiros S.Pedro e S.Paulo, com uma festa de vários dias e uma procissão marítima que se tornou tradição da cidade.

A festa de São Pedro e São Paulo se realizou pela primeira vez em 1969 e desde aí foi se tornando uma das mais concorridas de Paraty. As celebrações começam com o levantamento do mastro e as rezas preparatórias dos pescadores, na ilha do Araújo. Um dia antes do início da festa, as imagens dos santos são levadas por um barco de pesca até a capelinha das Dores, em Paraty.

Na véspera da procissão, as imagens são levadas à Matriz e os andores são decorados pelos devotos. A procissão acontece no último dia da festa, quando barcos enfeitados de bandeirolas levam as imagens de volta à ilha do Araújo. Em determinado ponto da baía de Paraty, as embarcações formam um caracol em torno do barco dos santos para a benção de um anzol, que é lançado ao mar com o pedido de que a pesca seja farta ao longo do ano.

Quando a procissão aporta na ilha, é rezada uma missa solene, seguida por uma festa de largo com leilão de prendas, quadrilha, ciranda e barraquinhas de bebidas, doces e quitutes caiçaras.

Leia mais sobre a festa na revista pARATIANDo, editada pela Associação Viva Paraty, uma entidade sem fins lucrativos destinada à preservação e à difusão desse patrimônio. Apoio institucional da UFRJ, em convênio com o Cembra e em rede com o Portal Paraty.com, o jornal Folha do Litoral e a rádio Nova Onda FM.

pARATIANDo
www.paratiando.com