Ymaguaré – Encontro das Culturas Indígenas

Da vida no mato, das madeiras e fibras; as falas dos antigos trazem lembranças dum outro tempo, quando as caças eram fartas, as águas eram límpidas e o material para fazer cestas ou entalhar figuras abundava.

Territórios generosos onde os guaranís ficavam para viver seu tekó (modo de ser em guarani). Alí poderiam montar sua identidade étnica. Hoje nas áreas indígenas e no planeta como um todo os recursos naturais do meio ambiente estão desaparecendo.

Guaranis e outros povos da Mata Atlântica reúnem-se para continuar com sua cultura e para salvar sua relação com o passado. O Grande Espírito descende através das mãos dos homens e mulheres trazendo alma para os objetos: Yvyra Ánga.

Associação Artístico Cultural Nhandeva